Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Página não-oficial do GATI passa por investigação

e39928368be2ed9724e75513f6eff327.jpg
Cidade Viva debateu causas, líderes e repressão policial nas manifestações que tomam conta do País


Do NE10

Uma página não-oficial do GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante) no Facebook, da Polícia Militar de Pernambuco foi levada a questionamento do diretor de Polícia Metropolitana, coronel João Neto, pelo jornalista Jorge Cavalcanti, durante o programa Cidade Viva desta terça-feira (17).O policial disse que esse caso está sendo investigado pela corregedoria.

LEIA MAIS:
» Parâmetros de atuação da Polícia nos protestos em xeque no Cidade Viva

Imagens postadas por policiais mostram atuações tanto da unidade como de outras da corporação em ação e charges fazendo brincadeiras com a forma mais violenta de agir. O policial foi indagado se a PMPE monitora essa página como faz com os grupos de manifestantes que se articulam nas mesmas redes sociais.

http://produtos.ne10.uol.com.br/saojoao/wp-content/uploads/2013/09/montagem1_470.jpg
Coronel admitiu existência da página, mas afirmou que perfil não é oficial e corregedoria investiga caso (Fotos: Malu Silveira / NE10)

O jornalista lembrou de uma foto publicada na mesma página em que aparece um policia do Grupo dando uma gravata num manifestante com a legenda: "O Gati não bate. Educa!".

A representante da Frente de Luta pelo Transporte, Janaína Oliveira, acrescentou que também existem indicações de racismo na página, com moradores de comunidades retratados de forma pejorativa. "Tem uma imagem de policiais com um jovem negro como se estivesse num açougue. E as imagens das comunidades, os jovens são sempre caricaturados como negros e estando armados".

João Neto admitiu a existência da página mas que ela não é oficial do GATI e a corregedoria está investigando o caso. "A corregedoria correu atrás, procurando identificar as pessoas. Todas elas serão alcançadas, mas é uma coisa que se precisa de tempo", explicou.link aqui

0 comentários: