Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Delúbio pode ser transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda ainda neste fim de semana


O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares se apresentou na manhã deste sábado na sede da Polícia Federal em Brasília. Condenado aa 8 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha, ele vai começar a cumprir a pena em regime semi-aberto. Delúbio deve passar por exames de corpo delito e pode ser transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda ainda neste fim de semana.

Na sexta-feira, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, expediu o mandado de prisão de 2 condenados pelo mensalão.

O ex-ministro José Dirceu e o deputado federal José Genoíno, que estão na superintendência da Polícia Federal em São Paulo, e os sete condenados que se entregaram em Belo Horizonte vão ser levados para a sede da PF em Brasília ainda neste sábado. A assessoria da PF de São Paulo se limitou a informar que a a transferência foi antecipada porque já estava tudo pronto para a viagem. Na capital mineira, a expectativa é que os presos saiam às 11h da carceragem. Há uma divergência se vão primeiro para o Instituto Médico Legal, onde fariam exame de corpo de delito, ou se vão seguir direto para o aeroporto da Pampulha. Um avião da PF está separado desde ontem para levar os presos a Brasília.

Em Belo Horizonte, os presos dividiram duas celas na Superintendência da Polícia Federal. A banqueira Kátia Rabello, dona do ex-banco Rural, e a ex-diretora financeira do SMP&B Simone Vasconcelos dividiram a mesma cela. Na outra, ficaram os cinco homens: o operador do mensalão, Marcos Valério, e seus ex-sócios Ramon Rollerback e Cristiano Paz, além de José Roberto Salgado (ex-presidente do Banco Rural), o ex-deputado federal do PTdoB Romeu Queiroz. Como cada cela só tinha duas camas, no caso dos homens teve gente que dormiu em colchões no chão. As mulheres dormiram em camas de alvenaria.

Também está preso o ex-tesoureiro do antigo PL e atual PR Jacinto Lamas, que se entregou em Brasília.

Mensalão

Na entrada da Polícia Federal em Brasília, houve um princípio de confusão após manifestantes do PT que empunhavam cartazes com os dizeres "Liberdade aos presos políticos" serem provocados pelo aposentado Edson Lucas, que partiu para cima do militante petista Ademário Nogueira.

- São todos ladrões! - gritou, defendendo o fechamento do Congresso e a volta dos militares ao Poder.

Edson quase agrediu Ademário e outras duas militantes do PT. Ele chegou a correr atrás de Ademário com o dedo em riste. O grupo petista carrega faixas que dizem: "Delúbio, você tem nossa solidariedade" e "Prisões políticas em plena democracia". Alguns vestem camisetas com fotos do ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu e a inscrição "Dirceu, estamos com você".

Nove réus não tiveram oficialmente o trânsito em julgado decretado. São eles: os deputados João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT); os ex-deputados Pedro Corrêa (PP-PE) e Bispo Rodrigues (PL-RJ); o ex-assessor parlamentar do PP João Cláudio Genu; o advogado Rogério Tolentino; o ex-dirigente do Rural Vinicius Samarane; e o doleiro Breno Fischberg. Não havia expectativa de prisão desses condenados.link

0 comentários: