Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Ex-deputado vai para presídio superlotado

foto

Ex-deputado Pedro Corrêa dividirá cela e deve trabalhar em presídio

O Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho (a 206 km do Recife), tem capacidade para 400 detentos, mas abriga 1.153 presos

Após passar 12 dias em um centro de triagem na região metropolitana do Recife, porta de entrada do sistema prisional pernambucano, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) foi transferido na manhã de hoje para uma unidade superlotada no interior do Estado.

O Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho (a 206 km do Recife), tem capacidade para 400 detentos, mas abriga 1.153 presos. Condenado a 7 anos e 2 meses de prisão em regime semiaberto por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do mensalão, Corrêa ficará a partir de agora em uma cela com outro preso, numa ala destinada a detentos que trabalham. A cela tem cama, banheiro e chuveiro.

Inicialmente, Corrêa ficaria preso na penitenciária agroindustrial São João, em Itamaracá, ilha na região metropolitana da capital pernambucana. Mas a família pediu que ele fosse transferido para Canhotinho, cidade a 115 km de Brejo da Madre de Deus, onde a mulher do ex-deputado tem uma pousada. Além disso, o município fica na área de influência política de Corrêa.

Mesmo sem conseguir um emprego, Corrêa terá direito a 35 saídas da unidade prisional ao longo deste ano, já que cumpre pena em regime semiaberto. A defesa de Pedro Corrêa avalia com a família propostas de emprego oferecidas ao ex-deputado, que é médico. Ele tem direito a trabalhar durante o dia e voltar à noite, para dormir na prisão.

Antes de ir para Pernambuco, Corrêa estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O ex-deputado pernambucano havia solicitado ao STF (Supremo Tribunal Federal) permissão para cumprir pena na cadeia pública de Jataúba, no interior de Pernambuco, em área próxima à fazenda dele.

O pedido, no entanto, foi negado pelo STF, que também não permitiu que Corrêa trabalhasse em um posto de saúde em Santa Cruz do Capibaribe (PE).
 link


0 comentários: