Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

PMs protestam na Alepe por mudança no critério de promoção

               / Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros protestaram na manhã desta terça-feira (16), na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), após saberem que o projeto de modificação das promoções dentro da corporação teve sua votação postergada. A proposta, de autoria do Governo do Estado, está sob os cuidados da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCLJ), que não colocou a matéria em pauta nas últimas reuniões.
Atualmente, os policiais e bombeiros militares são promovidos pelo critério 3 por 1, que são três indicações e uma promoção por antiguidade. O governo apresentou uma proposta de reduzir para duas indicações e manter uma promoção por antiguidade, mas o deputado Guilherme Uchôa (PDT) apresentou emenda reduzindo o critério para 1 por 1. Os militares são contra o texto do governo e pedem que as promoções passem a ser no critério 1 por 1. 
Tanto na reunião da CCLJ, quanto na sessão plenária, todos os policiais presentes e alguns deputados se manifestaram pela imediata votação do projeto. A presidente da comissão, a deputada Raquel Lyra (PSB), apelou para que houvesse mais discussões a fim  de dirimir as diferenças entre o governo e a categoria. O deputado Ricardo Costa (PMDB), que é o relator do projeto, interpelou para que a votação fosse feita logo e, já na semana passada, protocolou um requerimento exigindo a deliberação em caráter de urgência. Ele também é a favor do critério 1 por 1.
                     IMG_3903


O deputado Sílvio Costa Filho (PTB) sugeriu que a matéria fosse para votação na quarta-feira (17) - Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
O deputado Guilherme Uchôa falou que se o projeto não saísse da comissão até o dia 29 de setembro, o texto seria sumariamente votado pela plenária. Entre os deputados que protestaram, estava o oposicionista Sílvio Costa Filho (PTB), que usou o discurso do seu partido na campanha deste ano para defender a mudança no critério de promoção na polícia. "O Pacto (pela Vida) tem que ser repactuado. Os policiais trabalharam, deram seu sangue para que o programa fosse exitoso. A reivindicação deles é justa. Eu sugiro que ela seja votada já amanhã (17)", defendeu o deputado.link do artigo

0 comentários: